quinta-feira, 20 de maio de 2010

PostHeaderIcon (Capitulo 19)

' Justin narrando

Eu acordei eram 11:00 horas pois nãao avia nada para fazer hoje pela manhãa, e finalmente era quarta-feira, tinha o show, sim o meu show no Brasil, eu estava ansioso demais, queria que chegasse logo 19:00 horas para poder cantar para todos, para subir naquele palco. Depois de ficar sonhando com isso, fui para o banho, botei uma bermuda e uma camiseta branca báasica.

- Justin ? – era a voz da minha mãae.

- Oi mãae, entra – eu disse me sentando na cama.

- Tudo bem meu filho ? – perguntou minha mãae.

- Sim, por que nãao estaria ? Ée o dia do meu show.
– eu disse com os olhos brilhando.
- Que bom, aaah, olhe pela janela.- assenti com a cabeça e fui em direçãao a janela, nãao acreditei, tinha váarias fãas ali, fiquei encantado, eu achei que tinha poucas fãas por aqui, apesar de no dia em que cheguei ter muitas delas tambéem.

Tinha placas de "JUSTIN I LOVE YOU"
(Traduçãao: Justin eu te amo [/nãao me diga que "i love you" ée eu te amo. meu Deus, eu nãao sabia. (ironica) haha\]) e outras do tipo "NEED YOU JUSTIN, YOU ARE PERFECT" (Traduçãao: Preciso de você Justin, você é perfeito) e coisas assim, eu fiz coraçãao para elas com a mãao, e cantei um pedaço da musica Baby, elas berraram e choraram, eu fiquei realmente contente e ao mesmo tempo triste pois nãao gostava de ver minhas fãas chorando por mim [/mas elas tãao chorando de felicidade née animal ? o Justin da minha historia que ée animal, nãao o de verdade, o de verdade ée quente (66'\], mais se eu descesse láa poderia haver um tumulto e pessoas feridas, entãao preferi ficar na janela mesmo, depois de mais alguns minutos mandei um beijo pra elas e entrei, teria de almoçar tambéem, eram 12:15 jáa, entãao desci com minha mãae para comermos, os garotos como sempre jáa estavam láa, tia Julia jáa havia chamado eles, eu e minha mãae entãao sentamos e acompanhamos o que eles jáa haviam pedido, era um espaguete estava com uma cara muito boa, eu comi bastante nãao sóo porque estava bom, mas tambéem porque eu teria que comer muito para ter energia a noite. Nãao queria que nada desse errado, no maior show da minha vida eu acho, quer dizer espero. Depois de comermos, ficamos conversando por mais alguns minutos, e logo Tia Julia e minha mãae subiram para os quartos e eu os garotos iríamos aproveitar a piscina um pouco antes das 16:00, afinal eu tinha que me arrumar. Fomos direto para láa, eu e os garotos jáa estáavamos com as bermudas mesmo, chegando na áarea da piscina tiramos as camisetas e Christian foi o primeiro a se tacar de barriga, eu e Chaz apenas mergulhamos normal, pois Christian disse que doía de barriga. Ficamos algumas horas na piscina, atée que resolvemos sair para tomar algo, eu pedi uma limonada, Chaz pediu um suco de maracujáa e jáa Christian pediu um sorvete de morango, tomamos e logo depois entramos novamente na piscina, ficamos conversando e nos divertindo afogando o Christian, era divertido afogáa-lo.


- Para Justin – disse Christian um pouco irritado e tentando me afogar.

- Vc nãao consegue – eu disse mostrando a língua, parecíamos ter 8 anos de idade, mais era divertido mesmo assim.
- BOMBAAA – berrou Chaz, se jogando em cima de Christian.

- PAREEEEEEEEEEEEM – berrou Christian irritado.

- Ok, paramos née Chaz? – eu disse olhando para Christian.

- Ta bom paramos – e depois de mais alguns minutos conversando na piscina, me lembrei do horáario, entãao resolvi sair da piscina.


Fui ver a hora jáa eram 16:10, entãao apenas eu subi pois os garotos iriam ficar aproveitando um pouco mais a piscina. Quando cheguei no meu quarto fui direto para o banho, afinal eu nãao queria molhar o quarto. Quando sai do banho, pus apenas uma bermuda, uma blusa roxa e por fim um chinelo branco qualquer, pois eu iria me vestir mesmo láa no estáadio.


- Filho, jáa arrumou suas coisas ? – perguntou minha mãae do outro lado da porta.
- Nãao mãae, jáa vou arrumar e vou em seguida.
- Ok filho, sóo que nãao demora.


Entãao peguei minha mochila, pus nela minha roupa e meu sapato, e por fim meu bonée, logo em seguida fechei o quarto e desci. Chegando láa, Christian e Chaz pela primeira vez ainda nãao estavam láa, sóo estava minha mãae, tia Julia e Jeffi, entãao sentei ao lado deles, comi apenas um sanduiche e ficamos conversando enquanto esperáavamos os garotos para irmos.


- Esta muito ansioso Jus ? – perguntou tia Julia sorridente.

- Muito, acho que ée o primeiro show que fico um pouco nervoso. – eu disse sorrindo.
- Ée normal ficar um pouco nervoso ée atée mesmo bom, mas enfim o que vc esta achando do Brasil ?
- Ée lindo aqui, tanto ée que vamos passar as féerias aqui – eu disse com os olhos brilhando. Tia Julia apenas concordou. Entãao finalmente os garotos desceram.
- Finalmente, depois dizem que eu sou a princesa – eu disse revirando os olhos.

- Fica quieto ai, ta sapo – disse Christian rindo..

- Ah tãao se achando sóo porque tãao arrumadinhos – eu disse rindo.

Chaz estava com uma calça jeans escura, uma blusa branca de listras pretas mais social. Jáa Christian estava mais extravagante, ele estava com uma calça jeans vermelha e uma blusa branca báasica, o têenis dele era branco com detalhes vermelhos.


- Christian, que roupa ée essa ? – eu perguntei meio assustado.

- Gostou baby ? Ée moda aqui no Brasil, eu arraso – disse ele fazendo voz de menina e botando a mãao para baixo.

- To começando a achar que tu ée gay mesmo – eu disse rindo.

- Ah Justin, da um voto de confiança nele. – disse Chaz rindo também.

- Vcs nãao perdem uma nãao ée ? – disse Christian meio irritado.
- Ta bom, ta legal na verdade, mas para de fazer essas vozes – eu disse rindo.

- Ta bom eu paro – disse ele sorrindo.

- Meninos, vamos ? – perguntou minha mãae.

- Vamos – aposto que eu estava com os olhos brilhando.


Entãao fomos atée nosso carro, era simples pra nãao chamar muita atençãao e a equipe toda atée mesmo o Usher foi em um carro separado que estava logo atráas da gente. Chegamos no estáadio eu fui direto para o camarim, pois teria a abertura de meu show, era uma banda brasileira que abriria o show Restart, eles eram muito legais, conversamos um pouco com eles antes deles irem abrir o show, logo depois disso fui aquecer minha voz e trocar minha roupa, pois eu tinha apenas uma hora para me arrumar. Troquei minha roupa, eles haviam escolhido uma blusa mais social de manga cinza, com uma preta por baixo e uma calça jeans preta com um têenis cano alto vermelho da Nike.
' Fernanda narrando

Acordei primeiro que todas, eram 9:30 quando acordei admito eu estava um pouco ansiosa, afinal se atée mesmo minha mãae e meu pai gostavam desse garoto ele tinha que ter algo de bom, e logo depois de ficar alguns minutos pensando nisso, eu fui tomar um banho, quando sai do banho as meninas nãao estavam mais no quarto.

- Aonde vcs estãao garotas ? – perguntei praticamente berrando do quarto.
- Estamos tomando cafée, vem – respondeu Carol.
- Jáa estou indo, que horas tem ? – perguntei meio perdida com o horáario.
- Jáa sãao 10:15 – respondeu Duda aparentando estar feliz, pelo menos tentando.

Entãao pus apenas um short jeans qualquer e uma blusa rosa com váarios detalhes e logo depois desci.


- Bom dia - eu disse jáa me sentando na mesa

- Carol, cadêe sua mãae ? – eu perguntei, estranhei ela nãao estava em casa.

- Bom dia, ela foi trabalhar, afinal nóos estamos de féerias e ela nãao – disse ela sorrindo.

- Hum – murmurei.

- Bom dia Nanda, por que levantou tãao cedo ? – perguntou Duda logo depois de Carol falar e com uma cara de desconfiada. Eu nãao iria contar que fiquei pensando sobre a voz do "cantorzinho" delas, entãao menti para que elas nãao ficassem me irritando, ou fazendo piadas.
- Ah sei láa, acordei do nada apenas isso – eu disse meio engasgando com a torta de chocolate que eu estava comendo, ée que eu nãao mentia nada bem, eu na verdade nem mentia muito.

- Hum sei, dessa vez eu engulo – disse Duda piscando.

- HAHA graçinha, vamos comer logo – eu disse com uma risada de deboche.

- Ta bom, vamos comer logo, afinal hoje ée um dia importante para nóos, quer dizer sóo para mim e Carol. – disse Duda.


Depois de comermos subimos para o quarto, Carol foi tomar um banho, enquanto eu e Duda ficamos mexendo no pc, logo depois que Carol saiu do banho Duda foi tomar banho e eu desci para lavar a louça, nãao queria ficar no quarto pois Carol ia ouvir a nova musica do Justin. Assim que acabei de lavar a louça subi novamente para o quarto, ainda bem Carol jáa nãao estava mais ouvindo a musica "dele".


- Meninas, vcs marcaram o salãao para vcs ? – eu perguntei.

- Nãao marcamos sóo para nóos, marcamos para vc tambéem Nanda – disse Duda, que jáa havia saído do banho.

- Eu haha, vcs sóo podem estar loucas – eu disse rindo, realmente achando que era brincadeira.

- Nãao adianta rir, vc vai fazer pelo menos as unhas.
- Por que sempre me metem nessa ?- eu disse revirando os olhos.

- Porque nãao custa Nanda, vai – disse Carol me olhando.
- Ok eu vou, - eu disse por fim, era apenas um salãao e era bom ficar bonita de vez em quando nãao ée ?
- EEE, ta bem, vamos nos arrumar, o salãao ée 13:30.- disse Duda sorridente.

Entãao descemos e ficamos vendo clipes de musica na multishow atée dar a hora. Dando 12:00 comemos um miojo mesmo, estáavamos com preguiça e pressa, subimos novamente, escovamos os dentes, pegamos a bolsa e o dinheiro e fomos indo para o salãao, era um pouco mais longe e queríamos ir andando. Chegamos no salãao faltava 5 min para nosso horáario, ée chegamos na hora e estava melhor assim porque o salãao estava meio cheio.

- Bom dia meninas, o horáario de vcs ? – perguntou uma bela moça loira com olhos azuis.

- Bom dia, ée para as nóos trêes, o horáario ée 13:30 – disse Duda sorrindo.

- Ah sim, podem se sentar ali jáa vamos fazer as unhas e depois o cabelo.

- Ok – respondemos juntas, nos sentamos e logo vieram fazer nossas unhas.


Eu pintei de amarelo fluorecente, da Impala
[/aaaaamo *-*\], Duda pintou um rosa claro e Carol pintou com uma cor roxa, estava tudo muito bonito, as garotas fizeram uma escova no cabelo, e me obrigaram a reforçar meus caixos nas pontas com um alisamento em cima, assim que acabamos, pagamos tudo e fomos nos vestir jáa eram 17:00 horas. Chegando na casa da Carol, tomamos um banho, botamos nossas roupas e fomos nos maquiar, passei apenas póo e botei láapis, bem escuro. Duda passou blush, bem discreto, láapis discreto tambéem e uma sombra rosa bem clarinha, combinando com as unhas e com sua roupa. Jáa Carol passou bastante póo, um pouco de blush, passou láapis e rimel, passou uma sombra liláas na palpebra inteira e passou um pouco de sombra roxa bem na pontinha da palpebra, os olhos dela estavam lindos. [/pra quem nãao lembra das roupas, estáa no cap. 4... Nanda;
vestido tomara que caia, balonêe nãao muito cheio, florido com cores laranjas, sapatilha branca com um laço laranja claro. Duda; short jeans rasgadinho, com uma blusa caída no ombro com o fundo branco estampada de ray-ban’s coloridos, têenis da Nike com detalhes rosas. Carol; uma calça roxa skini, uma blusa branca com detalhes roxos e um têenis da adidas colorido \] Assim que ficamos prontas, liguei para meu pai, ele iria nos levar, esperamos alguns minutos e ele chegou.

- Oi pai.

- Oi tio – disseram Duda e Carol juntas.
- Oi meninas, entãao preparadas ?

- Sim.- responderam Duda e Carol.


Quando chegamos láa eram 18:40, nãao nos preocupamos muito com a hora, pois tínhamos ganhado a promoçãao. Entãao demos tchau a meu pai e fomos para o camarote e ficamos vendo o show de abertura do Restart.
' Justin narrando

Aqueci mais um pouco minha voz, ganhei um abraço de minha mãae e todos me desejaram boa sorte. Entãao fui para traz do palco eu iria entrar em 5 minutos, estava um pouco nervoso admito, mais eu iria entrar láa e iria dar tudo certo.

- Anunciamos aqui Justin Drew Bieber – disse o cara que apresentava o show.


Entãao entrei no palco, estava lindo demais, meu coraçãao estava batendo muito forte, estava praticamente lotado o estáadio, eu estava realmente muito feliz, falei com minhas fãas e logo comecei a cantar, a musica de abertura foi "One Time", foi tudo muito perfeito, fiz as coreografias, depois cantei "Favorite Girl" "Down To Earth" "Bigger" "One Less Lonely Girl" "Love Me" "Common Denominator" "Baby" "Somebody To Love" "Stuck In The Moment" "U Smile" "Runaway Love" "Never Let You Go" [/aaamo Never Let You Go, musica preferida *-*.. ele táa hooooot nesse clipe (66'\] "Overboard" "Eenie Meenie" "Up" "That Should Be Me", conversei com as fãas novamente, chamei Usher ao palco e cantei "First Dance", agradeci e sai do palco, eu estava realmente eufóorico, foi maravilhoso, melhor do que eu pensava, eu estava muito feliz.

- Parabéens meu filho, vc foi maravilhoso – disse minha mãae e tia Julia me abraçando.

- Ée cara, foi muito bem – disse Usher.

- Verdade, admito – disse Christian e Chaz juntos.

- Justin tem as meninas da promoçãao para conhecer – enfim lembrou minha mãae.

- Sim, vamos láa – eu disse super feliz. Entãao eu e os garotos fomos atée láa.

- Duda, Carol? – disse Chaz e Christian juntos.
[/elas sabem falar inglêes ook ? entãao a conversa toda ée em inglêes.\]

- Ham ? – perguntei meio confuso.

- Sãao as garotas do hotel Justin, lembra ? - disse Chaz indo em direçãao a Carol.

- Ah sim, oláa garotas – eu disse, mais havia mais uma menina, uma garota que estava de costas.

- Nanda – de repente chamou uma das garotas, devia ser Duda.

- Oi – respondeu ela se virando.


Nãao acreditei, era a garota da foto, ou melhor era a garota na qual eu esbarrei, meu coraçãao de repente começo a acelerar, nãao sei porque, eu sei que ela era linda demais pessoalmente, ela realmente tinha olhos lindos, cabelos perfeitos, um corpo belo demais, e seu rosto, nossa era de anjo, como poderia uma garota tãao linda ? Era a mais bela de todas que eu jáa havia visto aqui no Brasil.
[/ée o amooooooor (8)\]

- Bom esse ée Chaz e Christian, e bom, o Justin vc jáa sabe e bom meninos essa ée Fernanda, quer dizer Nanda mais pratico – disse Duda com um sorriso.
- Oi Chaz, oi Christian, e...oi Justin.– disse ela com um sorriso lindo demais.

- Oi Nanda – disseram os garotos. Eu nãao sei porque minha voz nãao saia, eu estava mudo, pasmo, assustado nãao sei bem ao certo, eu sóo sei que eu estava olhando para ela, e ela era linda de mais, atée que ouvi alguéem me chamando.

- JUSTIN – disse Christian dando um tapa em meu ombro.

- Ham... oi – eu disse meio atordoado.

- Fala com a menina seu mal educado.

- Ah oi, desculpe Nanda nãao ée ? Ée um prazer – eu disse meio assustado ainda mais dessa vez sorrindo.
- Ée, bom, nãao posso falar o mesmo – disse ela se virando, acho que ela nãao gostava muito de mim. Fiquei pensando nisso por um tempo, atée que Carol fala algo.
- Nanda, por favor – disse ela olhando para Nanda e dando um tapa em seu ombro.

- Ok, ok - respondeu ela.

- Ée... Justin, parabéens, vc cantou muito bem, eu gostei bastante, e desculpe pela grosseria, estou meio... estressada – disse ela sorrindo, o sorriso dela era perfeito, um sorriso angelical, delicado e ao mesmo tempo meio forçado.

- Ah, obrigado – eu disse sorrindo e meio sem jeito.


Os garotos e as meninas ficaram conversando um pouco, e Nanda quase nãao falava, ela parecia pensativa, e eu a admirava, os garotos estavam se dando muito bem com Duda e Carol, principalmente Christian com Duda, de repente ouço aquela voz de anjo, era Nanda.


- Sabe, ée bom Duda esta rindo com Christian, ela precisava – disse ela parecendo meio preocupada com a amiga.

- Ée, Christian ée muito engraçado, mais por que ela precisava ? Ela parece tãao... alegre . – eu perguntei meio sem jeito.

- Ah ée uma históoria longa, ée que o namorado dela foi embora e ela ficou meio mal depois disso, aliáas muito mal.- disse ela baixando a cabeça.

- Hum.. ée duro mesmo – eu disse, e logo depois disso o silencio invadiu novamente.

Atée que passou algumas horas e nem percebemos, eram 22:00 horas, nem parecia que havia passando tanto tempo assim apóos meu show e a conversa dos garotos e das garotas estava tãao "animada" e eu olhava Nanda enquanto isso, ela era linda mesmo. Depois da conversa toda nos despedimos.


- Tchau meninas – disse Christian dando um beijo no rosto delas.

- Ée, temos que ir mesmo – disse Carol olhando a hora no celular.

- Bom, entãao tchau – disse Chaz fazendo o mesmo que Christian.

- Tchau meninos – disseram elas juntas inclusive Nanda.

- Tchau garotas, foi mesmo um prazer e ham.. me dêem seus numeros, podemos combinar de sair, algo assim – eu disse por fim sorrindo.
- Claro – disse Duda dessa vez.

Entãao elas me passaram o numero de cada uma inclusive de Nanda e me deram tchau, elas deram um abraço em mim e nos garotos dessa vez, menos Nanda, deu apenas um beijo em nossos rostos e elas se foram. Logo depois minha mãae chamou a mim e aos garotos e fomos para o hotel, estáavamos exaustos, chegamos láa eu subi para meu quarto, tomei um banho ráapido, escovei os dentes e fui logo me deitar, peguei a foto dela para ver novamente, como ela era linda, fiquei a observando mais um pouco atée que peguei no sono e dormi.

' Fernanda narrando

Logo o show do Restart acabou e começou o show do Justin, admito eu estava com medo de ouvir ele e gostar, mais se fosse assim seria.

- Ah ele vai entrar – disseram Duda e Carol juntas com os olhos brilhando.

- Ée – eu disse meio nervosa.


Então ele entrou e começou com uma musica chamada "One Time" , eu fiquei espantada, eu teria de admitir ele cantava muito bem, era meu maior medo, sim ele cantava bem e eu havia gostado, depois de algumas musica, coreografias e conversas com as fãas ele se despediu delas e saiu do palco.

- E ai Nanda ? – perguntou Carol sorrindo.

- Ée canta um pouco – eu disse me negando a falar a verdade.

- Fernanda Ludwig – disse Carol me olhando com cara brava. Como eu disse nãao mentia muito bem.

- Ta bem ele canta super bem Carol, admito, satisfeita ? – eu disse cruzando os braços.

- AAAAAAAAAAAH eu sabia que vc iria gostar – mais dessa vez era Duda, ela se levantou da cadeira e veio me abraçar.
- Ta bem ta bem, me solte Duda – eu disse rindo, entaão ela me soltou e sentou.


Atée que vejo trêes garotos vindo, e sim um deles era Justin logo virei meu rosto para nãao ter que falar com ele mais foi em vãao, porque os garotos que estava com ele conheciam Duda e Carol isso quer dizer, conversa longa.


- Duda, Carol ? – disseram os dois garotos juntos.
- Ham ? – perguntou Justin aparentemente meio confuso.

- Sãao as garotas do hotel Justin, lembra ? – disse apenas um dos garotos que por sinal estava indo cumprimentar Carol, mais eu ainda estava com o rosto virado fingindo olhar para algo.

- Ah sim, oláa garotas – disse Justin, ele tinha a voz diferente da dos garotos.

- Nanda – de repente Duda me chama.

- Oi – eu disse me virando, mais com medo de olhar para Justin, nãao sei porque, devia ser por ter gostado da voz e pelos sonhos.

- Bom esse ée Chaz e Christian, e bom, o Justin vc jáa sabe e bom meninos essa ée Fernanda, quer dizer Nanda mais pratico – disse Duda com um sorriso.

- Oi Chaz, oi Christian, e...oi Justin.– eu disse com um sorriso, nossa Justin era lindo mesmo, mais do que na foto que eu tinha visto, "helo Fernanda, o que vc ta pensando ?" eu disse a mim mesma.
[/ée o amooooooor (8)\]²
- Oi Nanda – disseram os garotos com exceçãao de Justin, ele parecia meio pensativo, ele ficou olhando para mim, aquilo estava realmente me assustando, o que havia de errado comigo ? Atée que..

- JUSTIN – Christian berra e da um tapa no ombro de Justin.
- Ham... oi – disse ele aparentemente atordoado.

- Fala com a menina seu mal educado.- retrucou Christian.

- Ah oi, desculpe Nanda nãao ée ? Ée um prazer – disse ele sorrindo.
- Ée, bom, nãao posso falar o mesmo – eu disse me virando rapidamente, eu queria ser grossa com ele pois fiquei com medo de sonhar novamente. Atée que Carol me da um tapinha no ombro e diz:

- Nanda, por favor – disse ela olhando para mim.

- Ok, ok – eu respondi.

- Ée... Justin, parabéens, vc cantou muito bem, eu gostei bastante, e desculpe pela grosseria, estou meio... estressada – eu disse sorrindo, tentei fazer um sorriso forçado para demonstrar que nãao gostava muito dele, mais acho que nãao deu certo, afinal eu realmente avia gostado de Justin.
- Ah, obrigado – ele disse sorrindo e meio sem jeito.


Os garotos e as meninas ficaram conversando com exceçãao de Justin e eu quase nãao falava, eu estava pensando em como odiar Justin novamente, mais nãao dava ele era muito fofo, ele me olhava fixamente, eu jáa estava ficando meio envergonhada com aquilo. Os garotos estavam se dando muito bem com Duda e Carol, principalmente Christian com Duda, era bom para ela, ela precisava se animar atée que eu falo algo para tentar quebrar o gelo, estava chato aquilo jáa e ele nãao para de me olhar, eu realmente estava ficando com vergonha e assustada.


- Sabe, ée bom Duda esta rindo com Christian, ela precisava – eu disse meio preocupada com ela.

- Ée, Christian ée muito engraçado, mais por que ela precisava ? Ela parece tãao... alegre. – perguntou Justin.

- Ah ée uma históoria longa, ée que o namorado dela foi embora e ela ficou meio mal depois disso, aliáas muito mal. - eu disse baixando a cabeça, era ruim lembrar da partida de Edu.

- Hum.. ée duro mesmo – disse ele e logo depois disso o silencio invadiu novamente.


Atée que passou algumas horas e nem percebemos, eram 22:00 horas, nem parecia que havia passando tanto tempo assim apóos o show de Justin e a conversa dos garotos e das garotas estava tãao "animada" e Justin me olhava ainda, as vezes disfarçava, mas olhava. Depois da conversa toda nos despedimos.

- Tchau meninas – disse Christian dando um beijo em nossos rostos.

- Ée, temos que ir mesmo – disse Carol olhando a hora no celular.

- Bom, entãao tchau – disse Chaz fazendo o mesmo que Christian.

- Tchau meninos – dissemos eu, Carol e Duda juntas.

- Tchau garotas, foi mesmo um prazer e ham.. me dêem seus numeros, podemos combinar de sair, algo assim – disse Justin por fim sorrindo, ée ele realmente era meigo.

- Claro – disse Duda dessa vez.


Entãao elas passaram o numero de cada uma de nóos, inclusive o meu e deram tchau ao Justin, elas deram um abraço nele e nos garotos dessa vez, menos eu, dei apenas um beijo no rosto dos garotos, nãao queria abraçar Justin, e entãao fomos embora, afinal teríamos de voltar de taxi agora. Chegamos na casa de Carol, eu logo fui tomar banho novamente eu queria tanto um banho para relaxar, depois de mim elas foram, desci e fiz um sanduiche com suco de maracujáa para nóos comermos, afinal eram 23:00 horas jáa.

- Meninas, querem comer ? – perguntei assim que acabei de fazer as coisas, Carol estava láa em cima mexendo no computador enquanto Duda terminava de se vestir, pois ela jáa tinha tomado banho.

- Sim, jáa vamos descer – disse Carol.
AA

AH, eu cansei...
gostaram ? eu quero trêes comentáarios.
tôo a mais de uma hora fazendo, a Byyh que me ajudou na banda de abertura do show dele,
entãao se nãao gostaram briguem com ela, haha'

caôo, te amo muitãao Byyh,

quem quiser entrar no blog dela ée sóo clicar nesse botãao vermelho
*-*:

ADOOOOOOOOOOOOOGO botãao vermelho
*-*
[/isso me lembra o Nuneeeeees
*-*, Byyh sabe quem ée... eu acho :s

aaah, o Justin ser hot. ôoooo láa em casa
(ý)

diliiiiça
(66'

bom... chega, jáa tôo quase morrendo aqui.
EU QUERO UM JUSTIN PRA MIM

lindo, tesãao, bonito e gostosãao (8)

BeeeeeeeeeeeeiJustin
[/aaah eu quero um, ;9
quarta-feira, 19 de maio de 2010

PostHeaderIcon (Capitulo 18)

' Fernanda narrando

Acordei eram 7:20 pois Edu sairia as 9:00 e nãao queria me atrasar, fui tomar um banho, me arrumei melhor, coloquei uma calça jeans clara e uma blusa cinza com um colete jeans e um all-star branco. Desci para comer algo, meus pais nãao aviam acordado ainda, eles foram dormir tarde, peguei apenas uma maçãa, pois teria de encontrar as meninas antes de irmos, subi novamente, escovei os dentes, peguei minha bolsa com um presentinho para Edu, era uma pulseira de prata com as iniciais de nossos nomes, meu de Duda, Carol e Fred, peguei meu celular e dinheiro. De repente meu telefone toca, era Duda.

- Jáa estou saindo de casa – eu disse abrindo a porta devagar, nãao queria acordar meus pais.

Logo cheguei na casa de Duda, e Carol ainda estava láa, Fred tambéem jáa havia chegado entãao fomos logo ao aeroporto ao encontro de Edu, pois jáa eram 8:30 e queríamos ficar um tempo com ele. Logo chegamos no aeroporto, fomos de taxi, Edu jáa estava láa com sua mãae, Duda assim que o viu, foi correndo abraça-lo.

- Vc tem mesmo de ir ? – perguntou ela jáa chorando.
- Sim minha linda, me desculpa. – respondeu Edu abraçando-a apertado.
- Oi tia Jessica – dissemos em couro todos juntos.
- Oi meninas, oi Fred – disse ela meio tristonha, ela nãao gostava de ver Edu mal.
- Entãao Edu, vou sentir sua falta – eu disse indo abraçáa-lo e jáa chorando tambéem, era difícil eu iria perder meu irmãao, quer dizer, o amigo que considerava irmãao, era mesmo ruim.
- Ée eu tambéem maninha, muita falta de vc – disse ele me abraçando mais forte.
- Promete nos ligar todos os dias para dizer como esta ? – perguntei olhando para ele.
- Sim, prometo – disse ele secando minhas láagrimas. Depois disso, Fred e Carol se despediram dele tambéem e ele falou para Fred:
- Cuida dela para mim viu, aliáas de todas – disse ele rindo.
- Pode deixar, eu cuido delas – disse Fred abraçando-o, ele estava chorando tambéem, nãao havia como nãao chorar, era nosso amigo desde pequeno. Crescemos juntos, Carol o abraçou e Edu foi falar com Duda que nãao parava de chorar.
- Ei pare de chorar, vc vai arranjar alguéem que te faça bem. – disse ele meio tristonho.
- Nãao quero achar ninguéem, quero vc.
- Ée, vc vai me ter sempre, em seu coraçãao Duda, eu fui, sou e sempre serei seu amigo e... amor. – disse ele jáa chorando com ela.
- Sempre, eu te amo – disse ela dando um beijo daqueles nele, eles precisavam.
- Eu tambéem te amo muito – disse ele por fim. Entãao, me lembrei do presente, fui entregáa-lo.
- Nãao querendo estragar, mais Duda lembra ? – disse a ela pegando a caixinha, todos vieram para perto.
- Ah sim, ée pode entregar, nãao consigo – disse ela entre soluços.
- Ok, ée Edu, a gente fez uma pulseira de prata ontem para vc com as iniciais de nossos nomes, para vc usar se quiser – eu disse lhe dando a caixinha.
- Claro que vou Nanda, e eu jamais vou tira-la, e prometo todos os dias manter contato – disse ele nos abraçando em grupo, atée que a chamada do embarque estragou o momento.
- Edu meu filho, nãao queria estragar mais ée a ultima chamada – disse dona Jessica.
- Ta bem mãae, eu estou indo - Edu nos deu o ultimo tchau e um beijo em Duda.
- Tchau dona Jessica – dissemos em couro, eu fui abraçáa-la eu era mais próoxima dela, entãao eles foram, Duda chorava muito, mais era normal, todos choráavamos.

Entãao fomos embora, cada um para suas devidas casas, aliáas Duda queria ficar sozinha um pouco. Cheguei em casa minha mãae jáa estava tomando cafée, eram 9:30.

- Mãae, cheguei – eu estava com os olhos meio vermelhos ainda de chorar.
- Oi minha filha, Edu jáa foi ? – perguntou ela meio tristonha.
- Sim mãae. – eu disse abaixando a cabeça.
- Hum, - disse ela triste.
- Vou subir, e depois o que vamos fazer ? – perguntei me animando um pouco.
- Vamos almoçar fora filha, e depois vamos a praia que tal ? – perguntou ela tentando me animar.
- Ta bem mãae, vou arrumar minhas coisas e descansar um pouco. – eu disse jáa subindo.
- Ta bem, depois te acordo.

Subi para meu quarto arrumei minhas coisas, me deitei como estava mesmo, eu estava com sono, chorar realmente da sono. Eram 12:00 quando alguéem me cutucou.

- Filha, levanta, vamos almoçar – era meu pai.
- Ta, vou me arrumar e jáa vou.

Fui no banheiro lavei meu rosto, penteei meu cabelo e fiz um rabo de cavalo, coloquei um biquíni por baixo e apenas um short jeans, uma blusa caída no ombro e fui com uma rasteirinha com alguns brilhantes.

- Vamos ? – perguntei descendo as escadas.
- Sim – disse minha mãae, meu pai estava tirando o carro da garagem.

Logo chegamos no restaurante, era bonito, na beira da praia. Sentamos em uma mesa e logo pedimos a comida para almoçarmos. Comemos, conversamos um pouco, eu havia me esquecido como era bom sair com meus pais as vezes. Logo depois disso compramos um picolée e fomos para a praia, passamos o resto do dia láa, conversando, rindo etc.

' Justin narrando

Assim que acordei, tomei um banho, coloquei uma calça bermuda quadriculada e uma blusa branca báasica, coloquei um all-star e fui comer. Logo quando desci minha mãae jáa estava láa embaixo tomando cafée, por incrível que pareça os garotos estavam láa tambéem.

- Bom dia – eu disse quando cheguei a mesa.
- Bom dia, achei que nãao acordaria mais – disse minha mãae.
- Ée aqui estou, mais vamos logo, quero ensaiar no estadio.
- Calma, senta e come filho.
- Ok mãae. – eu disse me sentando, conversamos um pouco e logo acabamos de comer.
- Vamos ? – era Jeffi dessa vez.
- Sim, o carro esta pronto ? – perguntou minha mãae.
- Sim senhora Bieber.
- Sem formalidade Jeffi – disse ela sorrindo.
- Ok – respondeu ele.

Entramos no carro e seguimos atée o estáadio, os garotos estavam calados, nãao sei por que.

- Ei, Christian e Chaz estãao calados por que ? – perguntei a eles.
- Nada, estamos com sono – disse Christian.
- Ée, acho que ée isso – disse Chaz.
- Hum – murmurei.

Logo chegamos ao estáadio. Fiquei maravilhado com o estáadio novamente, pois estava com o palco agora, estava lindo. Fiquei ensaiando atée as 14:00, fomos almoçar e depois voltamos para láa. Eram 18:00 quando saímos de láa, eu estava muito cansado, eram coreografias, musicas etc. Assim que chegamos no hotel, fui direto tomar um banho novamente, eu estava meio suado com o calor que deu tambéem, quem nãao ficaria, botei apenas uma bermuda e uma camiseta qualquer nãao iria sair mesmo. Logo depois chamei os garotos, comemos uns sanduiches que havíamos pedido na recepçãao, conversamos um pouco sobre amanhãa, e logo os garotos foram para o quarto deles e eu fui dormir, estava mesmo cansado, e jáa era 22:30.

' Fernanda narrando

Aproveitei bastante a praia com meus pais, rimos muito, conversamos, enfim nos divertimos muito. Cheguei em casa eram 18:10, subi para tomar um banho, depois do banho botei um vestido báasico verdinho com uma rasteirinha, e fui arrumar minha bolsa para ir para casa da Carol, coloquei na bolsa meu vestido do show, meu sapato,um pijama e minha escova de dentes. Desci as escadas e tomei cafée com meus pais.

- Ée amanha entãao Nanda ? – perguntou meu pai.
- Ée infelizmente – eu disse com cara de téedio.
- Ah minha filha ele atée canta bem. – disse minha mãae sorrindo.
- O QUE ? Atée vc mãae ? Quando ouviu ele ? – eu disse incréedula.
- Na ráadio horas – disse meu pai e minha mãae juntos.
- Atée vc pai ? Meu deus, eu vou ficar louca.
- Nãao exagera vai Nanda – disse meu pai rindo.

Eu revirei os olhos e voltei a comer, assim que acabei subi novamente, escovei os dentes peguei minha bolsa e desci, meu pai iria me levar e pegar Duda tambéem.

- Mãae, estou indo, aliáas vamos pai ?
- Vamos.
- Boa noite mãae, quinta estou de volta.
- Ta bem filha, mais por que quinta ?
- Porque vamos chegar cansadas do show née, daí fico láa mesmo – eu disse olhando minha mãae com cara de anjo.
- Ok, dessa passa - disse ela rindo.

Entãao saímos de casa e fomos pegar Duda. Logo ele chegou na casa de Duda, era perto, ainda mais de carro.

- Oi tio, oi Nanda - disse Duda um pouco mais feliz.
- Oi Duda – dissemos eu e meu pai juntos.
- Feliz para amanhãa ? – perguntou meu pai.
- Sim, pelo menos com assim me animo um pouco – disse ela baixando a cabeça. Meu pai ficou quieto, ele havia esquecido de Edu.
- Ée Duda – eu disse sorrindo para deixa-la mais feliz.

Fomos ouvindo musica no caminho, mais a casa de Carol era perto tambéem e logo chegamos.

- Tchau tio – disse Duda saindo do carro.
- Tchau Duda, filha vem aqui antes.
- Oi pai.
- Pegue, R$ 100,00 pra vc no show dáa ? – perguntou meu pai..
- Claro pai, obrigado – eu disse com os olhos brilhando e dando um beijo em seu rosto.
- Boa noite pai, atée quinta – eu disse por fim.

Entramos na casa de Carol, demos oi para seus pais e subimos logo para o quarto, tinha pizza láa no quarto dela, sim ela havia deixado tudo preparado.

- ONW Carol, tudo pronto para nóos ? – perguntei tentando fazer graça.
- Sim amores da minha vida – disse ela rindo.
- Hum estamos em clima de festa hein ? – perguntou Duda forçando um sorriso.
- Ée claro Duda – disse Carol. – Vamos comer ? – perguntou ela em seguida.
- Vamos – dissemos eu e Duda.

Entãao comemos, conversamos um pouco, consolamos Duda, pois ela chorou um pouco ainda, mais logo passou e fomos escovar os dentes para dormirmos. Entãao deitamos e logo pegamos no sono, estáavamos cansadas.

o...
próoximo...
capitulo...
ée...
o...
SHOW *-*
espero que gostem, enfim... dois comentáarios. sóo postei por causa da Juuh e da Byyh ;*
terça-feira, 18 de maio de 2010

PostHeaderIcon (Capitulo 17)

Dieeh: AAAH, eu sei que o Justin ée lindo, haha. mas ele ée meu u.u
e eu AMO a sua *-*
õoown, eu tambéem te amo. sz'

♥amor eterno zanessa♥: eu me assustei '-'
mtmtmtmtmtmtmtmtmt obrigada por ler e comentar. tem msn ? :s
o dia do show táa chegando... calma, haha

Juuh: aaah, vc sóo táa falando isso pqe ée minha amiga.
aiin Juuh, eu te amo tanto amiga. minha loira sz'
eu lembro de quando a Jaack apresentou a gente...
a nossa unica conversa no inicio era: idade, estado, diva, divo.
vcs me botavam numa conversa e eu tipo que boiava, e quando vc boiava era pra chamar o Joe lembra ? mas ele nãao quis mais ser salva vidas DD:, quis ir desentopir pias com a Demi --'
com essas conversar fiquei sabendo de coisas que nãao devia (66', graças a Jaack. haha
vcs ganharam minha confiança tãao ráapido...
segredos, conselhos, palavras de apoio... no momento mais dificil vc sempre esteve do meu lado.
chegou a fase do "quer desabafar?", vc sempre falava o que sentia. eu tentava fazer de TUDO
pra te deixar feliz, mas sabe... nãao sou uma boa conselheira, haha
e quando eu falava... vc sempre tava láa. ouvindo, ops... lendo, aaaah ta bom vcs entenderam u.u
deixa eu continuar meu texto, haha
me dando apoio, me mostrando sempre que vc ée uma boa amiga,
chegou a fase do "vou me matar"
vc falou que nãao era pra fazer isso, pqe eu iria passar por aquela fase váarias vezes.
e segundo a Byyh... ela disse que vc ficou desesperada, por um momento eu quis sim me matar
mas sabe... nãao iria dar aquele gostinho pra ele.
chegou a fase do "tôo na duvida"
as duas estavam juntas nessa fase, haha
eu sóo tenho um na minha cabeça e vc ? esqueceu os dois ou ainda gosta de um deles ?
chegou a fase do "garotinha com cara de criança"
que acabou de acontecer. mas amiga, fiquei com uma raiva :@
haha.
MINHA PRIVADA ENTUPIDA sz'
bom, deixa eu terminar de responder os comentáarios e fazer logo o cap. se nãao eu nãao consigo fazer, pqe jáa estáa tarde e amanhãa eu acordo 05:30 pra ir pra maldita escola. --'
EEEEEEU TEEEEE AAAAAMOOOOO

Byyh: eu tambéem tive aula de informáatica :P
fiquei vendo os colirios :9
e votando no Fernando, votei um pouquinho no seu primo. acho ele feio, mas quis ajudar. haha
Sara tava láa.
eu tava tendo aula de Ciêencias, detalhe: nãao tava nãao.
tava ée passando bilhetinho pra Mariih e pra Luuh
e conversando com a Agatha, vendo as palhaçadas do Ribeiro e tendo que ouvir o Leonardo cantando Baby, A PIOR COISA DO MUNDO, nunca queira escutar.
mandei ele parar umas cem vezes.
aaii chega o Ribeiro:
- pqe ? vc nãao gosta do Justin BIBA ?
aaaah eu me irritei amiga, sai xingando ele de tudo quanto ée nome, e depois falei assim:
- gosto do Justin BIEBER, nãao do Leonardo. u.u
enfim... AAAAAAHH, hoje a saida foi tãao boa née ?
o loirinho nem tava láa DD:
voltando ao assunto do cap...
o show ée daqui a pouquinho, haha
voooou postar, te amo amiga que fica andando com a Sara Chen que fica gritando quando um
garoto esbarra nela sem querer. haha *-*

agora o cap...

- Aleluia princesa – disse Christian piscando o olho.
- Eu tinha que me arrumar para vc baby – eu disse entrando na brincadeira de Christian.
- Depois vcs ficam no momento româanticos de vcs, mas agora vamos ? - disse Chaz.
- AAHH TA COM CIUMES – o Christian praticamente berrou.
- Deu com esse momento "gay", vamos logo a algum lugar ? – eu disse.
- Vamos aonde ? – perguntou Christian.
- Que tal irmos... Ah, quer saber resolvamos isso no caminho. – eu sugeri. Os garotos apenas assentiram com a cabeça, entãao fomos chamar Jeffi para nos acompanhar.
- Jeffi - eu praticamente gritei na garagem, para saber aonde ele estava.
- Eu estou aqui vendo algumas coisas no carro. – disse ele, entãao fomos em direçãao ao carro, ele estava láa.
- Nos leva para sair por ai ?
- Claro, com todo o prazer – falou ele com um sorriso. - Querem ir de carro ? – perguntou Jeffi para mim e os garotos.
- Nãao preferimos ir andando, queremos conhecer o Rio. – eu disse.
- Ok, vamos.

Entãao saímos pela porta da frente, ainda bem nãao havia fãas. Nãao que eu nãao gostasse das fãas, pelo contráario eu amo as minhas fãas principalmente as brasileiras [/ele ama nóos *-*, haha.\]. Ficamos andando por alguns minutos pela avenida do Leblon, sem ninguéem me reconhecer, atée que achamos um bar em frente ao mar, era bem bonito ao ar livre. Sentamos em uma mesa perto da calçada, entãao pedimos uma áagua de coco, nosso como aquilo era bom, ficamos conversando por alguns minutos. Atée que...

- AAH JUSTIN – praticamente gritou uma garota muito bonita admito, com a aparêencia de ter uns 16 ou 17 anos.
- Oi – eu disse sorrindo.
- Ah ée vc, eu nem sei o que dizer... ée vc – a menina disse chorando.
- Sim sou eu, e nãao precisa chorar – eu disse ainda sorrindo.
- Tira uma foto comigo ? – a menina disse um pouco mais calma.
- Claro.

Entãao depois de tirarmos uma foto e eu dar autografo para ela, a garota foi embora a por sinal o nome dela era Pâmela. Depois de mais alguns minutos conversando eu Jeffi e os garotos fomos embora. Assim que chegamos ao hotel agradeci ao Jeffi por ter nos acompanhado, depois eu e os garotos subimos para o nossos quartos, eu fui para o meu e os garotos para o deles. Chegando no meu quarto eu fui olhar a hora, jáa eram 23:00. Eu fui tomar mais um banho, coloquei meu pijama, escovei os dentes, e fui dormir.

táa minimo hoje, tipo... no próoximo cap. vai faltar um dia sóo, aaii eu queria botar no "Capitulo 17..." mas tinha do dia anterior, entãao ia ficar feio. mas amanhãa eu posto... ou se tiver UM comentáario hoje eu posto ainda hoje [/se der, nãao tôo prometendo\]
beeeeijos ;*
segunda-feira, 17 de maio de 2010

PostHeaderIcon (Capitulo 16)

Duda e Edu vieram em nossas direçõoes e finalmente começamos a jogar, o tempo passou tãao ráapido que nãao nos demos conta que jáa eram 19:30, quando finalmente acabou o jogo eu ganhei.

- AH eu ganhei – eu disse me gabando.
- Sóo porque nóos deixamos – disseram todos juntos, mostrei a língua para eles e todos rimos.
- Vamos comer algo ? – sugeriu Carol cortando nossos risos.
- Vamos, em uma pizzaria que tal ? – sugeriu também Fred.
- Ah nãao sei, sóo trouxemos dinheiro para o boliche. – eu disse abaixando a cabeça.
- Ée por nossa conta – disse Fred e Edu.
- Sóo dessa vez – disse Carol.
- Sóo dessa vez o que Carol, homem ée feito para isso, pagar as contas das mulheres – eu disse rindo.
- Ah claro e vcs mulheres sóo servem para ficar com a barriga no tanque – disse Fred me retrucando.
- Ah claro Fred, sóo se for o de vcs – disse Duda rindo.
- Ei, assim nãao, fico com ciúmes – disse Edu fazendo biquinho.

Entãao todos nos rimos, nisso paramos de conversar e fomos para pizzaria, o caminho inteiro foi sóo risadas, afinal tínhamos que aproveitar o ultimo dia de Edu. Nãao demorou muito para chegarmos láa, afinal era perto, chegando láa sentamos em uma mesa qualquer, liguei para minha mãae assim que chegamos láa.

- Oi mãae, olha sóo eu vou chegar um pouco mais tarde, pois eu estou na pizzaria com os garotos e as meninas.
- Ok filha, mais hoje a noite vc dorme em casa.
- Ta bem mãae, beijos.- assim que desliguei o telefone ouvi uma voz atráas de mim.
- Oi Nanda. – era uma voz familiar. Entãao quando virei para trás era o Lucas.
- Oi Lucas – eu disse tentando desviar do olhar dele, afinal depois de tudo que havia acontecido eu estava com um pouco de vergonha.
- Oi pessoal – disse Lucas, cumprimentado a todos.
- Oi Lucas – disseram as meninas.
- E ai Lucas – disseram os garotos.
- Posso me sentar ao seu lado Nanda ? – perguntou Lucas jáa puxando a cadeira que estava vazia. Minha vontade era dizer nãao, mas nãao resisti tinha que falar sim.
- Claro Lucas, senta – eu disse meio vermelha. Entãao ele sentou ao meu lado, e finalmente o garçom veio em nossa mesa.
- O que vãao querer ? – perguntou um garçom ate que bonitinho, com aparêencia de apenas 16 anos.
- Vamos querer uma pizza com metade chocolate e a outra portuguesa, pode ser pessoal ? – perguntou Edu, todos assentiram com a cabeça.
- Ée entãao ée isso, e queremos uma coca-cola para tomarmos – o garçom apenas anotou e saiu.
- E entãao Edu, vc vai mesmo embora cara ? – perguntou Lucas quebrando o silencio.
- Ée, vou amanhãa pela manhãa – disse Edu meio tristonho.
- Eu vou atée o aeroporto com vc Edu – disse Duda encostando no ombro de Edu.
- Sim, vc que sabe, vou sair 9 daqui Dudi's – disse ele dando um beijo na cabeça de Duda.
- Duda se vc nãao se importa, acho que todos queremos ir – disse Fred por fim.
- Claro que nãao, todos podem vir, se Edu nãao se importar claro – disse ela com os olhos meio cheios de láagrimas.
- Vai ser melhor, odeio despedidas, mais ir embora com vc do meu lado seráa melhor – disse Edu com um sorriso de canto.

Nisso trocamos de assunto para rirmos um pouco, atée que a pizza finalmente chegou. Comemos, conversamos mais um pouco e decidimos ir para casa, jáa era 22 horas. Os garotos nos acompanharam atée as nossas casas, mais Carol iria dormir na casa de Duda novamente, entãao me levaram sóo atée a minha, Lucas ficou um pouco comigo na frente de minha casa, pois Edu e Fred iriam para casa da Duda assistir filme, teria mais um tempo atée eles irem embora.

- E entãao Nanda, vc ta estranha comigo, o que foi ? – perguntou Lucas um pouco sem jeito, e tentando se aproximar de mim.
- Ah ée que... que.. – de repente minha mãae chega, "salva pelo gongo" pensei.
- Filha ? – perguntou ela.
- Oi mãae, ée.. estou conversando com o Lucas mãae, lembra dele ? Da casa da Duda – eu perguntei um pouco sem jeito.
- Ah sim, oi Lucas – disse minha mãae, se fosse qualquer outra hora que ela tivesse aparecido nãao teria problema, mais ela sempre estava estragando meu momento e de Lucas, e o pior que nãao era apenas ela, era minha vontade de espirrar, tudo parecia contra a gente, nãao que eu ligasse muito, afinal nãao era apaixonada por ele mais qual ée, ele e um gato.
- Bom tchau entãao Lucas, Nanda nãao demora – disse minha mãae me olhando, apenas assenti com a cabeça.
- Tchau Sra. Gabriela – disse Lucas educadamente. Logo que Lucas disse tchau a minha mãae, ela jáa entrou.
- Entãao Lucas ? – eu disse um pouco sem jeito.
- Entãao Nanda ? – disse ele se aproximando de mim.
- Eu perguntei primeiro – eu disse sorrindo, meio sem jeito, eu nãao queria ficar com ele aquela hora.
- Viu vc ta diferente, distante, por que ? – disse ele pela primeira vez se afastando de mim.
- Ée que... a Lucas, vc sabe née – eu disse meio vermelha, como eu queria um espirro naquela hora.
- Sei o que ? – perguntou ele.
- Que vc ée um garoto lindo e pode ficar com qualquer uma que nãao espirre em você.- eu disse rindo.
- Ée, mais vc ée diferente – disse ele se aproximando mais de mim, ta bem, era isso entãao eu deixaria.
- Hum, diferente, ée eu sou – eu disse sorrindo de canto, ele se aproximou mais e me beijou.

Quando parou de me beijar, ele sorriu, eu apenas retribui o sorriso, atée que minha porta se abre novamente, ferrou era meu pai dessa vez.

- Fernanda, vamos por favor ? – disse ele, parecia irritado.
- Jáa vou pai, bom Lucas, entãao... tenho que ir. – eu disse meio tímida, ele apenas me deu um beijo na bochecha e se virou para ir embora, eu entrei em casa, minha mãae estava vendo TV e meu pai me olhando de cara feia.
- Vou subir para o quarto, amanhãa fazemos algo ok? – perguntei a eles tentando fugir dos olhares de meu pai.
- Ta bem filha, o show ée quando? – perguntou somente minha mãae.
- Ée depois de amanhãa mãae, e vou ter que dormir na casa de Carol. – eu disse com medo da resposta.
- Hum, essas noites fora – disse minha mãae rindo.
- Ta bem, amanhãa vc passa o dia com a gente. – disse ela por fim.
- AAH MÃAE, amanhãa vou sóo de manhãa levar Edu com as garotas e o Fred no aeroporto. – eu disse baixando a cabeça.
- Ok Nanda, manda um beijo para ele viu. – eu apenas assenti com a cabeça, minha mãe adorava Edu.

Entãao subi para meu quarto, peguei um pijama qualquer, escovei meus dentes e fui me deitar, eu estava exausta, afinal jáa era 23:00 tambéem.

' Justin narrando
(obs.: pra nãao se perderem: Justin narrando algumas horas antes...)

Depois de almoçarmos, eu e os garotos subimos, eles foram ao quarto deles, e eu fui para o meu. Fiquei escrevendo uma musica no tempo livre o nome era Love me. Eu a escrevi em algumas horas, assim que eu acabei a musica os garotos bateram na porta.

- Juuuuuuuuuustin – berrou Christian do outro lado da porta.
- Nãao Christian ée a Beyonce – eu disse tentando fazer voz fina.
- Séerio, abre a porta por favor eu quero um autografo – disse Christian, achando que era mesmo ela.
- Nãao Christian nãao ée a Beyonce, infelizmente – eu disse rindo.
- AAH ée apenas o Justin – disse Christian, jáa abrindo a porta.
- Jura que vc acreditou que era a Beyonce ? – eu disse com os olhos arregalados.
- Nãao – disse Christian abaixando a cabeça.
- Ok, deu de brincadeira baby’s – disse Chaz finalmente falando algo, ele estava muito calado.
- Ée deu de palhaçadas – disse Christian tentando nãao rir.
- Hey vcs querem ver a minha nova musica que eu acabei de compor.
- Claro – disseram eles juntos.

Fui em direçãao a mesinha aonde eu tinha deixado o meu caderno com a letra da musica. Dei o caderno a eles, ficaram observando por alguns minutos.

- Ficou legal cara – disse Chaz dando um tapa de leve em minha costas.
- E vc Christian o que achou ? – eu perguntei um pouco curioso.
- E eu jáa esperava que a musica seria legal, afinal vc ée meu melhor amigo aprendeu tudo com o papai aqui – disse Christian se gabando.
- Ah claro vc ée meu mestre – eu disse rindo.
- Afinal que horas tem ? – disse Chaz, colocando a mãao na cabeça meio confuso.
- Agora sãao 16:00 – disse Christian olhando no relóogio.
- Vamos fazer algo? – eu perguntei.
- Vamos, que tal jogarmos video game ? – sugeriu Christian com os olhos brilhando. Eu e Chaz entãao apenas assentimos com a cabeça. Depois de jogarmos atée as 19:00.
- Ganhei, como sempre – eu disse me gabando.
- Sóo por que nos deixamos – disseram Christian e Chaz juntos. Depois de mais alguns minutos rindo.
- Vamos fazer algo ? – eu sugeri.
- Vamos, que tal conhecer o rio a noite ? – sugeriu Christian.
- E finalmente Christian teve alguma ideia boa. – disse Chaz levantando a mãao para o alto.
- Ok entãao, vou avisar a minha mãae e enquanto isso vãao se arrumar. Entãao saímos todos do quarto, fui no quarto de minha mãae e de Julia, elas estavam láa se arrumando.
- Oi mãae, vãao sair ? – eu perguntei.
- Oi filho, sim nóos vamos, eu jáa estava indo no seu quarto te avisar – disse minha mãe sorrindo.
- Aonde vãao ?
- Jantar em um restaurando em um bairro chamada Leblon.
- Ok eu e os garotos tambéem vamos dar uma volta por ai.
- Ok sóo que váa com alguns seguranças ou váa "disfarçado", e mesmo assim leve o Jeff.

Eu apenas assenti com a cabeça, e sai do quarto. Voltei ao meu quarto, fui tomar um banho enquanto os garotos nãao vinham. Assim que sai do banho ouvi bateram na porta.

- Quem ée ? – gritei do banheiro.
- Somos nóos Chaz e Christian.
- Vãao descendo eu vou demorar um pouco ainda vou colocar uma roupa.
- Ok estamos láa em baixo. - Eu pus uma roupa minha mesmo eu nãao queria me disfarçar novamente, coloquei uma calça jeans clara, uma blusa branca e outra de manga cumprida por cima xadrez, e por fim um all star branco. Finalmente acabei de me arrumar, desci e os garotos estavam láa.

gostaram ? dois comentáarios
beeeijos ;*
domingo, 16 de maio de 2010

PostHeaderIcon (Capitulo 15)

Eu apenas troquei a blusa, pus uma de ombro caído cinza com váarios ray-ban’s e um têenis da Qix colorido, jáa Duda se arrumou muito bem, pos um short jeans rasgadinho e uma blusa branca normal com uma blusa verde caída no ombro e um têenis da Nike branco com alguns detalhes rosa, Carol tambéem se arrumou muito bem afinal Fred estaria láa tambéem, pos uma calça jeans roxa, uma blusa branca tambéem caída no ombro com váarios detalhes, o têenis tambéem era da Qix era rosa, muito bonito. Assim que acabamos de nos arrumar descemos, jáa eram 14:55, estáavamos um pouco atrasadas mais ainda bem que o boliche era um pouco perto. Chegando láa Edu e Fred estavam sentados em uma mesa nos esperando. Fomos em direçãao a eles, quando chegamos perto da mesa, sentamos e deu para perceber que Edu nãao estava muito bem, nos olhamos e ficamos meio preocupadas afinal Edu era sempre muito bem humorado.

- Oi garotos – dissemos juntas.
- Oi garotas- disse apenas Fred.
- Duda precisamos conversar – disse Edu jáa se levantando da mesa. Duda apenas assentiu com a cabeça, e seguiu para um canto perto da lanchonete junto com Edu. Assim que eles saíram eu logo perguntei.
- O que esta acontecendo com Edu, Fred ? – eu perguntei olhando para Fred.
- Bom eu ainda nãao posso falar Nanda, ée algo que apenas Edu pode contar a vcs – disse Fred abaixando a cabeça. Foi quando eu fiquei ainda mais preocupada, afinal o que estaria acontecendo com o mais animado da “turma’’.

(obs.: leiam com essa musica, se quiserem claro... mas acho que fica mais fofo com ela, embora eu nãao goste da Miley)
video

- Vamos jogar boliche, enquanto eles nãao vem? – disse Carol, se levantando em direçãao aos têenis especiais de boliche.
- Vamos, afinal eles estãao demorando mesmo – concordamos eu e Fred. Entãao eu e Fred nos levantamos junto com Carol, pegamos os têenis, colocamos, pegamos as bolas e começamos a jogar.
- Duda, vc sabe que a minha mãae ée estilista ? – disse Edu tentando desviar do olhar de Duda.
- Sim, o que isso tem a ver ? – disse Duda ficando angustiada.
- Entãao... então – disse Edu, meio gaguejando.
- Fala logo, Edu – disse Duda ficando irritada.
- Olha minha mãae recebeu uma proposta para ir trabalhar em Paris, isso significa que eu vou ter que me mudar para láa, e vai ser amanhãa, jáa arrumei minhas malas e tudo – disse Edu, com láagrimas nos olhos.
- Nãao acredito – disse Duda incréedula e começando a chorar.
- Nãao queria que fosse verdade mais infelizmente é. – disse Edu abaixando a cabeça. Quando eu estava no meu ultimo lance, para finalmente ganhar de Fred e Carol, vimos Duda saindo correndo chorando e logo atráas dela Edu vinha correndo.

Ficamos incréedulas sem saber o que estava acontecendo, paramos de jogar imediatamente e fomos também atrás de Duda, quando estáavamos chegando perto dela para saber o que tinha acontecido, Edu a abraçou e lhe deu um beijo daqueles. Entãao resolvemos nos afastar e voltar a jogar, afinal tínhamos que deixáa-los sozinhos.

- Nãao posso ficar sem vc Edu – disse Duda chorando muito.
- Eu vou estar com vc aonde quer que eu váa – disse Edu, tirando um colar de prata do bolso.
- Ée pra vc lembrar de mim SEMPRE, e saber que eu te amo – disse Edu dizendo em êenfase a palavra sempre. E colocando o colar no pescoço de Duda.
- Eu JAMAIS vou me esquecer de vc Edu – disse ela chorando ainda mais.
- Me desculpe Duda, por ter que ir, ter que ficar longe de vc – disse ele secando as láagrimas de Duda - e eu nunca falei isso a ninguéem mas.. e... eu... EU TE AMO - Edu falou quase gritando no boliche, eu apenas vi os olhos de Duda se encherem de lagrima novamente.
- Eu tambéem te amo MUITO Edu – disse ela abraçando-o atée que Edu parou de abraçáa-la e ficou alguns segundos olhando para ela e disse.
- Vc ée tãao linda Duda, e eu sóo tive coragem de falar isso tarde demais. – disse ele se aproximando dela para beijáa-la.

Depois do beijo eles vieram perto de nóos, eles estavam abraçados.

- E ai cara ? – perguntou Fred por sinal preocupado.
- Ée, bom acho que vcs ouviram parte da conversa nãao ée ? – perguntou Edu com a cabeça baixa
- Ée, as meninas ouviram, mas acho melhor explicar a elas – disse Fred largando a bola de boliche que estava na mãao e indo em direção a mesa, nós o seguimos.
- Vc vai embora entãao Edu ? – perguntei impaciente, admito Edu era como um irmãao para mim, nãao sóo ele mas Fred tambéem e te-lo longe seria difícil para todos nóos.
- Sim Nanda, eu vou, vc sabe, a carreira de minha mãae – respondeu ele com os olhos meio cheios de láagrimas
- Mais por que nãao pode ficar aqui ? – perguntou Carol jáa começando a chorar.
- Porque nãao posso deixar minha mãae sozinha, vcs sabem, ela perdeu meu pai e sóo tem a mim.
- Ée, eu tinha me esquecido, AAH Edu, vou sentir tanta saudade. – disse Carol levantando para abraçáa-lo.
- Ah Carol, tambéem vou sentir sua falta, das suas broncas em mim – disse ele rindo pela primeira vez. Ela riu tambéem.
- Ée Edu, vou ter que me acostumar – disse ela soltando-o nisso Duda derramou mais uma láagrima e Carol foi abraça-la em quanto eu iria falar com Edu.
- Ée maninho, vou ter que ficar sem vc – eu disse me segurando para nãao chorar.
- É emaninha, terei de me acostumar sem seus chiliques – falou ele rindo novamente.
- Seu tolo, vou sentir saudades – eu respondi indo abraça-lo e jáa chorando
- Eu tambéem Nanda, muita, vêe se nãao me esquece ta ?
- Jamais vou esquecer de vc – eu respondi secando meu rosto.
- Eu te amo minha irmãa que nunca tive – disse ele rindo e deixando cair uma lagrima, eu ri tambéem.
- Ée cara, vou sentir saudades – disse Fred indo em direçãao a Edu, eu fui abraçar Duda tambéem afinal, ela estava tãao mal quanto eu, Carol e Fred.
- Ée cara, nãao vou me esquecer de ti nãao – disse ele dando um abraço em Fred tambéem.
- E o que passamos nãao se esquece – disse Fred sem querer deixando uma lagrima cair tambéem.
- Ée cara, entãao galera, vamos jogar boliche e aproveitar o resto do meu dia ? – perguntou Edu.
- Sim – respondemos juntos indo em direçãao a pista enquanto Edu e Duda iriam pegar os sapatos especias

espero que estejam gostando.
ée sóo por hoje ;*

Do ódio ao amor...

Seguidores *-*